A falta de Vitamina D é um evento que pode ocorrer em crianças, adultos e idosos, qualquer que seja a sua cor e onde quer que eles vivam. Por todo o mundo, a maior parte da população possui níveis de Vitamina D abaixo do recomendável e hoje vamos falar das causas, efeitos e formas de contornar essa situação.

A Vitamina D

Também chamada de Colecalciferol, a vitamina D é do grupo das vitaminas lipossolúveis, ou seja, são solúveis em gordura. Exatamente por isso ela possui alta concentração em nossa pele, onde o nível de células de gordura é alto.

Se quiser conhecer alguns fatos interessantes sobre a Vitamina D, veja o nosso artigo neste link.

A Origem da Falta de Vitamina D

Quando ficamos expostos aos raios solares, a vitamina D armazenada em nossa pele é ativada. Somente assim o nosso organismo consegue utilizá-la e sentiremos os seus benefícios. 

Mas será que você se expõe ao Sol na quantidade necessária?

Geralmente, não. Nosso tempo de exposição aos raios solares é cada vez menor. Além disso, com a pandemia em andamento, essa situação ficou ainda pior. Passamos a maior parte do dia trancados, seja em nossa casa ou em nosso trabalho e, no fim das contas, nunca atingimos níveis desejados de vitamina D.

Outros Fatores que causam falta de Vitamina D

Além do nosso tempo de exposição ao Sol, existem outros fatores que podem prejudicar a ativação da Vitamina D. Eles são:

Protetor Solar

Apesar de nos ajudarem na prevenção do câncer de pele, os protetores solares atuam como uma barreira em nossa pele e, por isso, a Vitamina D não é ativada como deveria. O ideal nesses casos, é buscar orientação profissional para resolver esse dilema. Alternar horários com e sem protetor também pode ajudar;

Idosos

Conforme vamos envelhecendo, a composição estrutural da nossa pele muda. Essas mudanças diminuem a nossa capacidade de ativar a Vitamina D a partir dos raios solares e, por isso, contribuem para sua deficiência;

Cor da Pele

Tons de pele mais escuros também são outro fator prejudicial na formação da Vitamina D em nosso corpo. Como em sua estrutura existe uma quantidade muito maior do pigmento melanina, a absorção de raios UV é muito prejudicada. Como consequência, nosso organismo não produz níveis ideais de vitamina D.

Doenças Crônicas

Algumas doenças podem interferir no metabolismo da Vitamina D, geralmente interferindo em sua absorção intestinal. Um exemplo muito comum é a Doença Celíaca, mas existem algumas outras.

Quais os Sintomas da Falta de Vitamina D?

Acabamos de falar de muitos fatores que interferem em nossos níveis de vitamina D e o porquê de sua enorme prevalência ao redor do mundo. Mas como fazemos para identificar a deficiência de Vitamina D?

A melhor forma de identificar a deficiência da Vitamina D é a partir do exame laboratorial, mas existem alguns sinais em nosso dia-a-dia e devemos ficar atentos.

  1. Fraqueza Muscular e Fadiga

Poucas pessoas sabem, mas a Vitamina D tem um papel super importante no metabolismo muscular. Ela é responsável pela absorção do cálcio em nosso organismo, e o cálcio é essencial para o processo de contração muscular, assim como na produção de novas fibras.

  1. Fraturas Ósseas Constantes

Se você costuma sofrer com fraturas frequentes, é um sinal de que seus ossos estão fracos. A Vitamina D é responsável pela absorção do cálcio e, assim, essencial em todo o processo de mineralização óssea. Fique atento!

  1. Dificuldade no ganho de massa magra

Algumas pessoas possuem alimentação super equilibrada e praticam exercícios com frequência, mas não conseguem enxergar o resultado. Esse caso é muito comum, e a vitamina D pode ser a responsável. Como eu disse no primeiro tópico, a Vitamina D é um dos principais nutrientes do metabolismo muscular, atuando tanto no processo de contração e força muscular, como na produção de novas fibras. Converse com sua nutricionista e investigue seus níveis de Vitamina D.

  1. Alto Percentual de Gordura Corporal

Existem alguns estudos científicos relacionando o aumento dos índices de gordura corporal com os baixos níveis de vitamina D em nosso corpo (Vou disponibilizar os artigos no final do texto). 

  1. Infecções Respiratórias

Se você costuma ficar resfriado ou gripado o tempo todo, pode ser um sinal de baixa imunidade.

Diversos estudos apontam a vitamina D como um importante fator imunitário, principalmente em doenças respiratórias. Sua moléculas têm a capacidade de se ligar aos receptores das nossas células de defesa e, assim, melhoram sua eficiência no combate às infecções.

Sintomas da Falta de Vitamina D

Como combater a falta de Vitamina D?

Ficou claro que nossa capacidade de produzir Vitamina D não é menor do que gostaríamos. E suas fontes alimentícias não nos fornecem uma quantidade expressiva deste nutriente, o que nos deixa com apenas uma solução: a suplementação.

Busque sempre por suplementos de qualidade e marcas confiáveis. Na Makai Nutrition você encontra a Vitamina D3 Ativa, com 150 cápsulas contendo 2000 U/I cada. Além disso, ainda possui veículo oleoso para aumentar sua absorção em nosso organismo, gerando ainda mais benefícios. 

Consulte o seu médico ou nutricionista, e eles irão te ajudar a definir a dosagem ideal, assim como o período de tratamento necessário para manter seus níveis de vitamina D conforme o recomendado.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e, portanto, não devem substituir orientações de profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Sendo assim, procure sempre o aconselhamento do seu médico ou nutricionista com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da MAKAI®.

Referências Bibliográficas:

1- M. Pereira‐Santos  P. R. F. Costa  A. M. O. Assis  C. A. S. T. Santos  D. B. Santos. Obesity and vitamin D deficiency: a systematic review and meta‐analysis. Obesity Reviews. April 2015 Volume16, Issue 4. Pages 341-349. Available from: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/obr.12239.

2- Savastano, S., Barrea, L., Savanelli, M.C. et al. Low vitamin D status and obesity: Role of nutritionist. Rev Endocr Metab Disord 18, 215–225 (2017). Available from: https: //doi.org/10.1007/s11154-017-9410-7.

(Visited 21 times, 1 visits today)